Julho 21, 2019

Vamos tomar cuidado com o nosso celular!?

Vamos tomar cuidado com o nosso celular!?

Para quem ainda não sabe, eu sou natural de João Pessoa mas já estou morando e trabalhando em São Paulo há um pouco mais de dois anos

Quando eu ainda estava em João Pessoa, algo que sempre colocou uma pulga atrás da minha orelha foi o fato de presenciar algumas pessoas andando na rua, mexendo em seus smartphones e ouvindo aquela musiquinha em seus fones de ouvido. E estando agora aqui em São Paulo, percebi que isso ainda é muito mais comum do que em João Pessoa, o que me fez vir até aqui e escrever sobre.

Admito para vocês que não tenho coragem de fazer isso, principalmente pela violência desenfreada que o nosso país vive. Quem sabe se a situação fosse outra eu também não faria o mesmo!? :)

Então Vitor, o que você está querendo com esse artigo? Nos obrigar a deixar de fazer isso? Eu vou deixar de usar meu celular e ouvir minha música só por causa disso?

Calma! Estou aqui apenas para tentar fazer vocês refletirem!

Não tenho dúvidas que nenhum ser humano no planeta não viva sem o seu smartphone, eles nos trazem o poder da informação que antes nós não tínhamos. Acessamos a internet, armazenamos as nossas fotos, podemos usar aplicativos para nos auxiliar no dia-a-dia e outras infinidades de coisas. Mas antes de dar bobeira na rua, você já parou para pensar nas informações que estão armazenadas no seu dispositivo ou no prejuízo que você pode ter se for assaltado?

Eu já tive um smartphones roubados e olhe que não dou essa bobeira na rua. Mas claro, não é o fato de estar no meu bolso que o ladrão não vai deixar de me abordar mas levem em consideração que pessoas distraídas sempre são os alvos preferenciais dos criminosos.

Pensa bem! Aquelas fotos da sua esposa ou do seu marido, da sua filha ou do seu filho, da sua família ou com seus amigos(as) não são importantes para você? Gostaria que caísse nas mãos de qualquer um? De alguém que você nem conhece e não sabe o que ele pode fazer com elas? E a sua agenda, que muitas vezes tem lá mãe, pai, tio, tia…só o pezinho para eles inventarem que você foi sequestrado e tentar coagir a sua família. Esse são apenas dois dos diversos exemplos que poderíamos refletir aqui…

Acreditando que vocês agora irão refletir melhor sobre isso, gostaria de aproveitar o tema e resgatar dicas básicas fornecidas pelo grande Anchises em seu blog para evitarmos sermos vítimas dessa exposição. São elas:

  • “Não use o telefone celular ou fone de ouvido enquanto caminha em áreas públicas. Lembre-se que além de atrair atenção para o seu celular, pessoas distraídas são um alvo preferencial de criminosos;
  • Se alguém te perguntar as horas, não consulte o celular. É melhor responder que não sabe do que mostrar para um estranho que você tem um celular no bolso;
  • Não grave na memória de seu telefone celular fotografias pessoais e nomes como: casa, esposa, pai, mãe e outras referências que possam ser facilmente usadas por criminosos se eles tiverem acesso ao seu telefone.”

Além dessas três dicas dadas por ele, peço licença para inserir mais uma! Seja paranoico, quando estiver andando na rua, sempre olhe pro lado e pro outro, de repente alguém pode estar te seguindo e você não sabe rsrs

Para agregar ainda mais a mensagem deste artigo, recomendo um pequeno documentário no youtube, onde um especialista na área analisa o que um ladrão faz ao roubar um Iphone “perdido”, já que ele deixou de bobeira de propósito. Vale a pena ver. Está em inglês mas mesmo quem não estiver afiado no idioma, dá pra entender o que está acontecendo: